22 de fev de 2011

"respeito" pelo café brasileiro

O café vendido no mercado interno precisará ter um padrão mínimo de qualidade oferecido ao consumidor brasileiro. A partir de fevereiro, o governo vai exigir da indústria do café um padrão básico de sabor, aroma e fragrância e um porcentual máximo de impurezas. A regulamentação foi anunciada nesta segunda, dia 24, pelo ministro da Agricultura, Wagner Rossi.


A instrução normativa do ministério, deve começar a vigorar em nove meses. As medidas são válidas para o café torrado em grão e para o café torrado e moído. Segundo o ministro, o consumidor terá a segurança atestada pelo governo de saborear um café mais puro e com um nível mínimo de qualidade.

O regulamento define exigências de porcentual máximo de impurezas, além de um padrão básico de sabor, aroma e fragrância da segunda bebida mais consumida do país, atrás apenas da água. A medida estabelece que o café produzido no Brasil ou o importado só poderá ter, no máximo, 1% de impurezas. A presença de umidade no grão torrado ou moído também não poderá ultrapassar 5%. Serão observados, ainda, o estado de conservação do produto, aparência, odor e informações de rotulagem, como nome de fabricante, lote, prazo de validade e país de origem, quando for o caso.

Os fiscais do ministério da Agricultura vão fazer o controle da qualidade por meio de testes de amostragem nos supermercados e pontos de vendas do varejo. As novas regras de qualidade para o café vendido no país, tem o intuito de resgatar o "respeito" pelo café brasileiro.

Fonte:Canal Rural

*Uma ótima iniciativa, agora cabe as entidades competentes fiscalizar, para que essa regulamentação seja mesmo obedecida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas atualizações no Facebook

Powered By | Blog Gadgets Via Blogger Widgets

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...